Governo do Maranhão traça criação da “Rede de Ouvidorias do Maranhão”

[rrssb buttons="whatsapp, facebook, linkedin, twitter, gplus, email"]
Ouvidores do Maranhão durante encontro que discutiu a criação de uma Rede de Ouvidorias. Foto: Clayton Monteles

Ouvidores do Maranhão durante encontro que discutiu a criação de uma Rede de Ouvidorias. Foto: Clayton Monteles

Até o fim deste ano, o Governo do Estado deve criar a Rede de Ouvidorias do Maranhão. O assunto esteve em pauta, na tarde desta quarta-feira (23), durante o I Encontro dos Ouvidores do Maranhão, que ocorreu na Escola de Gestão Penitenciária (Egepen), unidade ligada à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Sejap).

Anfitriã do encontro, a ouvidora da Sejap, Odaíza Gadelha, falou sobre a importância de promover a integração das ouvidorias estaduais. “A proposta consiste em valorizar os serviços de todas as ouvidorias, bem como contribuir para a estruturação das ouvidorias existentes em todo o estado do Maranhão”, informou a representante da pasta.

Para o ouvidor geral da Secretaria de Transparência e Controle, Marcos Caminha, a formação de uma Rede de Ouvidorias vai propiciar a melhoria das ações, ampliando e fortalecendo o diálogo entre o cidadão e a pasta. “Formar a Rede de Ouvidorias vai garantir uma melhoria nos serviços públicos prestados dinamizando as ações das ouvidorias”, pontuou.

O objetivo é que esses encontros ocorram regularmente, pelo menos uma vez por mês. De acordo com Odaíza Gadelha, a concepção da Rede de Ouvidorias vai culminar com a ação social “Ouvidoria na Praça”. “O projeto está previsto para acontecer em dezembro, e consiste em um amplo atendimento destinado à população maranhense”, acrescentou.

Ouvidoria

A Ouvidoria da Sejap, bem como as das demais pastas estaduais, é responsável por receber, examinar e encaminhar denúncias, reclamações, elogios, sugestões e pedidos de informação referentes a procedimentos e ações de agentes, órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual. É o canal direto e mais simples que a sociedade tem de participar da gestão.