Governo busca parceria para ter base de dados sobre a produção agropecuária

[rrssb buttons="whatsapp, facebook, linkedin, twitter, gplus, email"]

Para adotar políticas públicas cada vez mais adequadas e precisas às diversas regiões do Maranhão, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Agricultura e Pecuária, está viabilizando parceria com o Grupo de Inteligência Territorial Estratégica (Gite) da Embrapa, órgão vinculado à Presidência da República.

Em visita à sede do Gite, em Campinas, o secretário de Estado da Agricultura e Pecuária, Márcio Honaiser, reuniu-se com o coordenador do grupo, o pesquisador Dr. Evaristo Eduardo de Miranda. Na ocasião, o secretário propôs a realização de convênio que permita a montagem do banco de dados do Maranhão e solicitou acesso às informações que o Grupo de Inteligência já possui. A intenção é iniciar a realização de trabalhos em conjunto já no próximo mês.

“Montaremos a infraestrutura necessária para interagir com o Gite e começar a coleta e organização de dados que serão fundamentais na tomada de decisões, não só para a agropecuária do estado”, observou o secretário.

Matopiba
O Grupo de Inteligência Territorial Estratégica tem projetos voltados para o Nordeste, identificando desafios e oportunidades para o desenvolvimento agropecuário e social nos biomas da região, além de um projeto especial para a região do Matopiba (que abrange parte dos territórios do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). A região é considerada última grande fronteira agrícola do país.

Em maio, a Presidência da República criou uma Agência de Desenvolvimento para atender às demandas da Matopiba que é estratégica para o crescimento da classe média rural e para o incremento da produção e da exportação agropecuária do país.